quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Desabafo...

imagem daqui

Pois é, esse lugar virou realmente um lugar pra desabafos e só....

Pobre bloguinho abandonado... eu fico comendo meus sentimentos, aguentando firme (como prego na areia)   e qdo vejo, estou aqui contando apenas problemas... desculpa bloguinho, não faço por mal, sou uma pessoa desobediente, que sabe qdo deve mudar, que já deveria ter aprendido depois de tantos sofrimentos, mas não... prefiro continuar comendo tudo e ficando cada vez maior!!!

Gostaria de ser diferente, de ter uma atitude diferente, mas ainda não foi dessa vez... O que tem dentro de mim nesse momento é uma raiva muito grande. Muitas vezes acho que é sem motivo, outras acho que tenho todas as razões do mundo pra ter raiva... e acabo comendo por tudo.

Queria ter amigos, poder ter alguém pra conversar, mas a pessoa que mais se dizia minha amiga se afastou de mim sem motivo aparente... achei que com a chegada do meu filhote (que no momento é o meu maior motivo de felicidade) a gente ficaria mais unida, ele teria uma tia próxima (já que meus pais e irmãos moram longe), mas não, foi exatamente o oposto. Fiquei me sentindo abandonada, por estar passando dificuldades financeiras e familiares, parecia que não servia mais pra estar em seu grupo de amigos... 

Ainda fico me perguntando por que? Certas coisas as pessoas nunca serão capazes de me responder... Ela poderia dizer que mudei... claro que sim! Eu tive um filho, eu parei de trabalhar, fiquei enfiada (contra a minha vontade) na casa dos meus cunhados, passando por humilhações diárias, consegui terminar o quarto do meu bb qdo ele já estava com 6 meses!!! Muita frustração junto com a loucura que ficam seus hormônios qdo seu bb nasce... mas ela poderia ao menos conversar comigo, e não ficar apenas naquela conversa fria dos encontros casuais... 

Não imaginava que sentiria tanta falta de ter ela como amiga, mas bateu lá no fundo... já chorei muito, comi muito, briguei com o marido, orei, já quis mudar de igreja... mas nada ainda tirou essa raiva que me consome.

Queria me sentir feliz de novo, pq eu sou, mas não consigo sentir isso... queria ter uma atitude diferente, mas sinto como se meu chão sumisse cada vez que eu tento! COVARDE! Eu grito dentro de mim todas essas vezes....

Vou tentar voltar a escrever... a vida corrida de mãe (principalmente as de 1a viagem, como eu) não dá muita oportunidade de cuidar de si mesma, fazer as coisas pra si, ele que decide tudo o que eu faço... e não estou falando de mimos não, estou falando que não decido qdo acordo ou durmo, qdo posso tomar banho ou até lavar a roupa, só sendo mãe pra entender o que estou dizendo!!!! 

Mas preciso, principalmente agora que não tenho ninguém mais...